Antonio Castro | Antonio Castro
15663
page-template-default,page,page-id-15663,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive
 

Antonio Castro

FOTOGRAFIA

A fotografia é uma  narração artística do momento e dos fatos.
A fotografia não pode ser  uma descrição  nua e crua do momento, fotografia é arte e como tal, ela deve ir além da realidade exata. Como o escritor se apega a variações de palavras, frases e textos,  o fotógrafo deve almejar  atingir o surrealismo envolvente da arte, limitada apenas, pelo tamanho da ousadia de cada artista.
A fotografia era um sonho distante em mentes brilhantes como a de Leonardo Da Vinci, ou do seu inventor  Joseph  Niépce, (1826). Antes mesmo de existir ela já despertava  sonhos, a pintura foi a precursora da fotografia, este invento importantíssimo para a humanidade e responsável por tornar presente, momentos importantes da história que se fez e da que se fará com dramas, tragédias e alegrias como a de um aniversário ou casamento.
A mão que segurava o pincel somente, tentando fixar uma figura ou paisagem ao instante,  segura ainda o mesmo pincel transformado em máquina fotográfica, cuja a operação depende do mesmo cérebro humano, dotado de sutilezas  e criatividade, capaz de fixar no tempo futuro, momentos inesquecíveis da história de cada um.
Isso é fotografia vista como arte, como ícone descritivo da história, que associada a palavras gravadas ou escritas se torna a ferramenta mais precisa em descrever   o universo e suas criações.